Visitar a Cidade Antiga de Butrinto (Albânia)

Teatro romano Butrint Unesco

Visitar a Cidade Antiga de Butrinto (Sul da Albânia)

Das centenas de sítios arqueológicos que já visitei, Butrinto foi daqueles que mais me surpreendeu. A herança que recebeu das culturas grega, romana, bizantina, veneziana e otomana e que está bem patente nas várias estruturas de pedra, granjeou-lhe o estatuto do Microcosmos do Mediterrâneo,

Situado no coração do Parque Nacional de Butrinto, no sul da Albânia, este enorme complexo arqueológico com cerca de 200 hectares é actualmente um dos destinos mais visitados do país.

De acordo com a mitologia grega, a antiga cidade conhecida como Buthrotum, terá sido fundada por exilados vindos de Tróia. Aliás, na Eneida, conhecida obra literária de Virgílio, é referido que Eneias visita esta cidade a caminho de Itália.

Albania Unesco
Butrint é o maior parque arqueológico da Albânia

As escavações arqueológicas realizadas durante várias campanhas, mostram que por volta do séc. IV a.C. o povoado estava cercado por muralhas defensivas e foi gradualmente transformado num espaço de culto, uma vez que foi construído o santuário dedicado a Asclepio, deus da medicina.

Em 228 a.C. Butrinto foi conquistada pelos romanos e no séc. I a.C. passou a integrar a província romana da Macedónia. No reinado de Augusto, quando era apelidada por Colonia Augusta Buthrotum, Butrinto conheceu um período de grande desenvolvimento económico e reforçou o seu sistema defensivo através da construção de novas muralhas.

No séc. V, Butrinto passou a ser um importante centro episcopal e testemunhos como o Baptistério e a Grande Basílica são exemplos da beleza da arquitectura paleocristã. Após um período de abandono, Butrint foi reconstruida no séc. IX sob o domínio bizantino.

A idade média foi um período de grande instabilidade para Butrinto, pois foi centro de disputas entre angevinos, bizantinos, venezianos e otomanos. Porém, é esse cruzamento de culturas que torna este local único.

Em 1807, Ali Pacha Tepelena, um governante albanês e otomano, mandou construir uma fortaleza junto ao canal de Vivari para repelir os ataques dos franceses que chegavam de Corfu. Após a sua morte, Butrinto caiu nas mãos otomanas até à proclamação da independência.

Canal de Vivari Fortaleza
Fortaleza construída por Ali Pacha Tepelana no outro lado do canal de Vivari

Entre 1926-1936, o arqueólogo italiano Luigi Ugolini liderou escavações em Butrint, onde descobriu o batistério, o teatro, a basílica, as termas, o gymnasium, a Porta do Leão das antigas muralhas e do castelo, várias habitações e um grande número de objetos e estátuas de areia com valor inestimável.

Butrint tem uma atmosfera especial criada por uma combinação de arqueologia, monumentos e natureza no Mediterrâneo. Com o seu interior, implica uma paisagem cultural excepcional, que se desenvolveu organicamente ao longo de muitos séculos” UNESCO

O que visitar em Butrinto?

Torre Veneziana

A torre veneziana situa-se à entrada do complexo. Foi construída durante os séc. XV e XVI.

Torre veneziana
Torre veneziana

Santuário

Santuário erguido no século III a.C. numa área em frente ao teatro e inclui um templo para Asclépio, deus da medicina.

Fotos Albânia
Santuário de Asclepio
Butrint Ksamil Unesco
Santuário de Asclepio
Turismo Albânia
Santuário de Asclepio

Teatro

Descoberto em 1928-30 pelo arqueólogo italiano Luigi Maria Ugolini, o teatro foi originalmente construído em estilo grego no século IV a. C.. Tinha uma capacidade para mais de 1500 espectadores e ainda hoje é usado para eventos de verão.
Foi usado por fiéis e padres do Santuário para cerimónias religiosas e discussões públicas. O teatro foi reconstruído e ampliado no século II d.C. no estilo romano e foi a peça central da cidade.

Teatro Butrint Albania
Teatro de Butrinto
Teatro de Butrinto
Teatro de Butrinto

Termas romanas

As termas eram o local destinado aos banhos públicos. Foram edificadas no séc. II d. C. e tinham vários compartimentos de acordo com a temperatura da água: o caldarium para banhos de água quente, o tepidarium para banhos de água morna e o frigidarium para banhos de água fria.

Arqueologia Albânia
Termas romanas de Butrinto

Fórum romano

Construído há mais de 2000 anos por colonos romanos, o fórum foi o centro da justiça pública, administração, negócios, religião e entretenimento.
O fórum era destinado às atividades comerciais, tribunais e empresas públicas. Serviu igualmente como local de entretenimento, com lutas de gladiadores. Edifícios religiosos também foram construídos no fórum, incluindo o Capitólio e o Templo, construído ao lado da Primavera Sagrada no antigo Santuário de Asklepios.

Forum Butrinto
Forum romano
Forum

Villae

Conhecida como a “Casa”, a villae era uma espécie de casa senhorial romana que foi reconvertida no séc. V d. C. num palacete de forma triangular.

Turismo Albânia
Vestigios arqueológicos da villae
Fotos Butrinto
Vestigios arqueológicos da villae

Gymnasium

O espaço conhecido por gymnasium, terá sido destinado a um templo pagão mas foi posteriormente transformado numa igreja.

Templo pagão transformado em igreja

Baptistério

O Baptistério paleocristão data do inicio do séc. VI e tem a particularidade de possuir o piso coberto de mosaicos (no momento em que visitei, não estavam à vista por motivos de proteção). Este espaço está rodeado por muros e no seu interior preenchido por colunas.

Baptistério Butrint Albânia
Baptistério
Baptistério Butrint Sarande
Baptistério

Fonte das Ninfas – Nymphaeum

Nymphaeum é uma fonte romana do século II d. C. dedicada às ninfas. Caracteriza-se pela estrutura de tijolos, originalmente rebocada, com 3 nichos e uma bacia quadrangular que foi abastecida com água do aqueduto.

Arquitetura Butrint Albânia Nymphaeum
Fonte das Ninfas – Nymphaeum
Arqueologia Albânia Nymphaeum
Edifício junto à Fonte das Ninfas – Nymphaeum

Grande Basílica

A Grande Basílica é uma das maiores atrações de Butrinto. Trata-se de um espaço de culto do período paleocristão, datado do séc. VI. O edifício original teria três corredores separados por colunatas, algumas das quais ainda podem ser vistas. O chão estava pavimentado com mosaico, mas agora está coberta de cascalho para proteção do mesmo. No período medieval, a Basílica foi reconstruída de forma substancial e foi colocado um piso de laje sobre o pavimento de mosaico.

Basilica Butrint Albânia
Grande basílica
Basilica Butrint Albânia
No interior da Grande basílica
Basilica Butrint Albânia
Exterior da Basílica de Butrint
Basílica de Butrint Albânia
Arcos da Basílica de Butrint

Porta do Leão

A Porta do Leão é um relevo feito na parede acima da entrada que mostra um leão a devorar a cabeça de um touro. Não faz parte da parede original, mas foi colocada no século V d. C. para reduzir o tamanho do portão e facilitar a defesa.

Porta do Leão
História da Albânia
Porta do Leão

Acrópole

A acrópole situa-se na parte superior da colina. Encontra-se rodeada por uma espessa linha de muralhas e é no extremo oeste que se localiza o Castelo Veneziano e o Museu.

Acrópole na entrada para o castelo

Castelo Veneziano e Museu

A fortaleza foi construída no século XIV pelos venezianos no topo da colina, no extremo oeste do amplo espaço plano da antiga acrópole. É em grande parte uma reconstrução a partir de 1930, uma torre substancial dentro de um recinto pentagonal, com paredes de muralhas. A fortaleza oferece uma excelente panorâmica do Estreito de Corfu e do Canal de Vivari.

O Museu de Butrint, localizado dentro do castelo, foi reformulado e reaberto em 2005. O museu mostra a história de Butrint como um microcosmos da história do Mediterrâneo, intimamente ligado à sua localização dentro de uma microrregião e paisagem lagunares, com valiosas ilustrações e importantes materiais de arquivo.

Castelo Veneziano Albânia
Castelo Veneziano
Castelo Veneziano e Museu

Locais a visitar nas imediações

Nas proximidades de Butrint poderá visitar diversos destinos desde castelos, vilas costeiras, praias, a cidade de Saranda, entre outros:

  • Vila de Ksamil
  • Ilhas Gémeas
  • Ilhas Esmeralda
  • Olho Azul
  • Praia Espelho
  • Mosteiro de São Jorge
  • Castelo de Lekursi
  • Praia de Ksamil
  • Cidade de Saranda
  • Parque Nacional de Butrint
Marina de Saranda

Como chegar?

Visitar Butrint vindo do estrangeiro

O Aeroporto Internacional de Tirana é o principal ponto de entrada na Albânia, ligando várias cidades europeias. De Tirana a Butrinto são cerca de 5 horas de viagem de carro. Saranda, a cerca de 20 km de Butrinto, é o porto internacional mais próximo com ligações diárias de ferry de e para a ilha de Corfu, Grécia. Foi esta a forma que utilizei para entrar na Albânia e visitar Butrinto. Comprei em Corfu a passagem de ferry com transfer de autocarro mais a entrada para Butrint.

Chegada ao porto marítimo de Saranda

A partir de Saranda e Ksamil

De Saranda a Butrint são cerca de 30 minutos de carro. Se chegar a Saranda de ferry, poderá encontrar táxis na saída do porto e no centro da cidade. A viagem de táxi de Saranda para Butrint custa cerca de 1400 Leke (ou 10 Euros) sendo aconselhável negociar a viagem de volta com o mesmo motorista, pois pode não encontrar um táxi em Butrint. Também é possível viajar de Saranda para Butrint no serviço regular de autocarro. Uma viagem tem a duração aproximada de 45 minutos e custa 100 Leke (ou 1 euro).

Em Ksamil, pequena vila costeira a 4 km de Butrint, pode utilizar o autocarro nas praças que ficam na estrada principal.

Entrada principal para o complexo
Mapa da antiga cidade de Butrinto

Vistos

Os cidadãos portugueses não necessitam de visto para entradas de turismo e curta duração, apenas sendo necessária a apresentação de passaporte ou cartão de cidadão válidos. Não sendo um país integrante do Espaço Schengen, terá  que passar pelo controlo de fronteiras. Os cidadãos brasileiros precisam de apresentar passaporte válido com a validade mínima de 3 meses, mas não necessitam de visto de turismo para estadias inferiores a 90 dias.

Mapa da Albânia
Mapa da Albânia em Butrinto
Bandeira da Albânia hasteada em Butrint

Parque Nacional de Butrint

O contexto arqueológico, natural e paisagístico fazem de Butrint um local único. A cidade antiga foi classificada em 1992 como Património Cultural da Humanidade da UNESCO e encontra-se inserida dentro do Parque Nacional. Com uma área superior a 9000 hectares, o Parque Nacional de Butrint é o mais importante da Albânia. Está classificado desde 2003, como sitio RAMSAR, zona húmida de importância internacional.

Paisagem natural do Parque

É uma área com uma grande diversidade de fauna e flora, contando com mais de 800 espécies de plantas, 16 das quais consideradas em vias de extinção e 12 como espécies raras. Conta com cerca de 240 espécies de aves, uma centena de espécies de peixes e 39 de mamíferos, entre elas também muitas espécies em estado de proteção especial.

Fotos Albânia
A beleza extraordinária do Parque Nacional
Parque Nacional Butroto Albânia
Estuário no Parque Nacional

Alojamento em Saranda

Booking.com

 

Mapa de Butrinto

Mais informação

Site oficial de Vlore

Site oficial do município de Saranda

Site oficial do Turismo da Albânia

Tours em Saranda e Butrinto

Durante a sua viagem por Sarande e Corfu poderá fazer vários tours e actividadesCruzeiros, passeios de barco são algumas das experiências que poderá desfrutar em vários pontos da região.

Viagem a Butrint e Saranda

Day Tour de Corfu para Saranda e Butrint

Sivota e Parga

Passeio de barco às vilas piscatórias de Sivota e Parga

Ilhas de Paxos e Antipaxos

Passeio de barco às ilhas de Paxos e Antipaxos

Alugar carro

Reserve aqui o seu automóvel 

Seguro de viagem

Faça aqui o seu seguro de viagem 

Gostou deste artigo? Guarde no seu Pinterest

Precisa de ajuda para elaborar um roteiro? Entre em contacto comigo por email.

Albania Riviera

Facebook Comments

One Reply to “Visitar a Cidade Antiga de Butrinto (Albânia)”

  1. Gostei muito deste artigo! Tem muitos ingredientes que adoro: história, literatura, mar e fotos muito sugestivas. Fica-se mesmo com vontade de conhecer tudo o que descreves.
    Parabéns!

Deixar uma resposta