Viajar com bebés: dicas para descomplicar

Viajar com bebés: dicas para descomplicar 

Se está a pensar em viajar com bebés temos dois conselhos para si: primeiro não complique e o segundo, descomplique.

Viajar tem de ser sinónimo de prazer e diversão e não pode achar que durante uma viagem terá as mesmas rotinas e hábitos que tem no dia a dia no conforto do seu lar.

No entanto, com algum planeamento e organização viajar com o seu bebé não é uma tarefa difícil. Encare com leveza todos os passos que o planeamento da viagem exige e certamente irá desfrutar da mesma com outra intensidade. É importante e saudável que os pais e o bebé saiam da rotina de casa e aproveitem o ambiente de novas culturas para reforçar os laços.

Tenha em conta que podem surgir contratempos, situações inesperadas mas seja flexível. Lembre-se que está de férias e aproveite, pois estará a somar experiências para mais tarde lhe contar.

Convém referir que viajamos sempre de forma independente e este artigo baseia-se na experiência de viagens com o nosso bebé, sendo dirigido sobretudo para pais que queiram viajar com bebés até aos 2 anos.

 

Escolher o destino

Na hora de escolher o destino, existem alguns aspectos que temos sempre em atenção como os níveis de segurança, a duração dos voos, o tipo de alimentação disponível e sobretudo a qualidade dos serviços de saúde. Veja neste artigo os destinos para onde já viajamos com o nosso bebé.

Croácia viajar com bebés e crianças Viajar com bebés – cidade de Dubrovnik, na Croácia

 

Bagagem do bebé

Este é um dos itens muito importantes e trabalhosos principalmente quando o bebé é mais pequeno. Nesta fase sujam muita roupa e é necessário andar mais prevenido. Claro que convém ter em conta a estação do ano, o destino e o número de dias que vamos viajar.

Quando a viagem ultrapassa os 3 dias, optamos por levar mala de porão.

Mas em média o que é nós levamos na bagagem?

  • 2 mudas de roupa por dia (roupa interior e roupa exterior)
  • fraldas de pano
  • pijamas
  • 2 toalhas de banho
  • 2 a 3 biberões para o leite
  • manta para andar no carrinho
  • protetor de chuva para o carrinho
  • fraldas descartáveis (média 5 a 6 por dia), mas já optamos também por comprar no destino
  • toalhetes
  • compressas de algodão para o caso do bebé ter assadura no rabinho
  • medicamentos: paracetamol (supositório e xarope) , brufen, antiestamínico, pomada para pisaduras, termómetro, anti diarreicos, estojo de primeiros socorros, soros unidoses,
  • produtos de higiene: gel de banho, champô, creme de corpo, pomada para o rabinho, creme hidratante da cara (muito importante em destinos mais frios), cotonetes
  • calçado adequado
  • brinquedos
  • o carrinho de bebé (para nós é fundamental levar o carrinho porque permite que o bebé descanse numa posição mais confortável que o colo ou marsúpio quando estamos fora do alojamento)

Saude de viagem - travel health Viajar com bebés: uma boa parte dos medicamentos que levamos para a viagem

 

No aeroporto

É importante ter em conta que viajar com bebés requer um tempo extra. Visto que podemos levar alimentos, medicamentos e outros produtos para o bebé (na bagagem de mão) estes serão controlados / inspeccionados pela segurança aeroportuária, o que por vezes pode levar imenso tempo, dependendo dos aeroportos.

Para apanhar o seu voo com tempo e tranquilidade, sugerimos que cheguem ao aeroporto com algum tempo de antecedência de modo a prevenir alguns contratempos que possam surgir.

1º Check in – Mesmo que faça o check in online e não tenha bagagem de porão, deve deslocar-se ao balcão para registar gratuitamente o carrinho do bebé. Tem duas opções:

a) Pode levar o carrinho até à porta de embarque que será depois recolhido pelo staff para o colocar no avião.

b) Pode despachar o carrinho na Bagagem fora de Formato.

2º Segurança – Na área de segurança terá que passar o carrinho pelo raio X, tal como serão inspeccionados todos os líquidos do bebé, sejam eles alimentos ou medicamentos (desde que ultrapassem os 100ml). É aqui que poderá perder mais tempo. Já nos aconteceu, no Aeroporto do Porto, haver várias pessoas na mesma fila com bebés a fazer este controle e perdemos seguramente meia hora à espera da nossa vez. A segurança faz a inspecção caso a caso.

3º Recolha do carrinho – Pode haver três formas de recolher o carrinho de bebé, dependendo da companhia aérea e do aeroporto:

a) no exterior do avião, normalmente junto das escadas de acesso;

b) na área de bagagem fora de formato;

c) na recolha de bagagem de porão;

Para não haver duvidas, informe-se sempre junto do staff do aeroporto ou membros da tripulação.

Porto Airport travel with babiesViajar com bebés: momento de brincadeira antes do embarque

 

Viajar de avião

Este é talvez o maior receio ou aquele que causa mais ansiedade nos pais: viajar de avião. No nosso caso, não tem havido problemas porque seguimos algumas regras que nos parecem muito importantes.

1º – nunca escolha voos com duração superior a 3 horas. Ao fim de algum tempo, o bebé começa a ficar desconfortável de estar no colo. O voo que fizemos com maior duração foi do Porto para Cracóvia que passou as 3h30 e consideramos que terá sido excessivo, porque na parte final o nosso bebé estava a ficar insuportável.

2º – Se pretende viajar para destinos longínquos, aconselhamos fazer uma escala.

3º Levar sempre alguns brinquedos que ele goste para o ajudar a distrair. Pode optar também por livros ou um tablet.  O tablet serve quando os brinquedos já não o satisfazem ou pelo desconforto do colo, pode por alguns vídeos de desenhos animados tendo assim mais variedade de distracções que o ajudem a passar o tempo.

Flight babies viajar com bebés

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Viajar com bebés: numa das nossas viagens de avião

Alojamento

Quando reservar o alojamento sugiro que opte sempre por um apartamento com cozinha, porque é essencial dispor de equipamentos fundamentais na preparação das refeições do bebé como o fogão e o frigorífico. Existem alguns destinos onde não é fácil encontrar refeições adequadas ao bebé, como por exemplo em Roma (sopa ou pratos sem molhos).  Além disso é importante ferver os utensílios e lavar os biberões.

Alojamento em Zurique Suiça

Viajar com bebés: Studio alugado em Zurique, Suiça, com cozinha toda equipada

 

Alimentação

É preciso ter noção que, mesmo viajando na Europa, o tipo de alimentação de cafés e restaurantes de alguns países não se ajustam às necessidades dos bebés. No nosso caso, boa parte dos destinos que visitamos não conseguiu dar resposta a esta situação. A oferta gastronómica era composta por pratos demasiado apurados ou estavam confeccionados de forma pouco adequada ao bebé.

Podemos dar o exemplo de Dubrovnik, que apesar de muita procura, não conseguimos encontrar um restaurante com uma sopa apropriada. Para contornar este problema, costumamos levar algumas sopas congeladas na mala de porão e recorrer às papas, frutas e leite. 

 

Saúde

Um dos aspectos mais importantes neste tópico é a resposta a alguma situação de urgência, que exija cuidados médicos, que possa surgir na viagem. Para isso, de acordo com o local onde ficamos, verificamos sempre a existência e distância de unidades de saúde, sejam hospitais ou centros de saúde. É tranquilizante saber que o destino para onde vamos consegue dar resposta a alguma situação inesperada de doença ou acidente.

Convém o bebé estar munido do Cartão Europeu de Seguro de Doença, que lhe permite estar abrangido por um regime de protecção social de um dos 28 Estados-Membros da União Europeia, obtendo junto dos prestadores de cuidados públicos a assistência médica de que o seu estado de saúde possa necessitar durante a sua estadia temporária. Saiba mais no site oficial da Segurança Social.

Se viajar para fora da União Europeia, deve fazer um seguro que cubra despesas de saúde e repatriamento. Damos um exemplo: na nossa breve passagem pela Bósnia Herzegovina e Montenegro (apenas dois dias) fizemos questão de comprar um seguro de viagem para andar de consciência tranquilaNão facilite nesta questão. Saiba mais sobre seguros de viagem.

Viajar com bebés Cartão Europeu de Seguro de Doença

 

 

 

 

 

 

 

Cartão Europeu de Seguro de Doença. Fonte: Segurança Social

E você? Tem dicas para partilhar de como viajar com bebés? Comente este artigo!

ORGANIZAR A SUA VIAGEM

ALOJAMENTO

Reserve aqui alojamento


Booking.com

ALUGAR CARRO

Reserve aqui o seu automóvel 

SEGURO DE VIAGEM

Faça aqui o seu seguro de viagem 

Precisa de ajuda para elaborar um roteiro? Entre em contacto comigo por email.

Facebook Comments

Pedro Henriques

Blogger de Viagens

6 opinions on “Viajar com bebés: dicas para descomplicar”

  1. Viajar com bebês certamente exige muito mais preparo! Tanta preocupação a ser mitigada para que a viagem torne-se prazerosa. Mas claro que as viagens são importantes na formação da pessoinha!

  2. Como não tenho crianças, me parece uma verdadeira operação de guerra organizar uma viagem com os pequenos! rsrsrs Por outro lado deve ser saboroso participar de suas descobertas pelo mundo! 🙂

  3. Ainda não tenho filhos e não pretendo ter num futuro próximo, mas seu post me pareceu muito completo e útil para mamães de primeira viagem. Adorei!

  4. Companheiro, vou confiar na tua experiência 🙂 Se um dia decidir ser pai lol Tenho um sobrinho que vai fazer 5 anos e tens aí várias dicas muito interessantes e pertinentes para qual o ‘raptar’ e levar comigo a conhecer Mundo 🙂

  5. ahahah, é assim tão óbvio Ruthia? Claro, neste tema ela é que trata de tudo, embora eu me sinta relativamente à vontade em fazer a mochilinha do pequeno. Beijinhos e boas viagens.

  6. Acho que tiveste ajuda da Manuela para escrever este post. Ou sabes mesmo quantas mudas de roupa o pequeno precisa?
    Abraço para os 3 e continuação de boas aventuras em família

Deixar uma resposta