Trilho do Vale de Ordesa e Monte Perdido – Pirinéus

Circo de Soaso Monte Perdido Pirineus

Trilho do Vale de Ordesa e Monte Perdido – Pirinéus

Para mim, os Pirinéus fazem parte dos destinos mais inspiradores para viajar na Europa. Trata-se de uma região dominada pela cordilheira montanhosa que se estende desde o Golfo da Biscaia até ao Mar Mediterrâneo, estabelecendo uma fronteira natural entre Espanha e França,  abrangendo pelo meio o principado de Andorra.

Um dos locais mais procurados pelos turistas e aventureiros em busca da adrenalina dos desportos de natureza é o Vale de Ordesa e Monte Perdido, área integrada no Parque Nacional criado em 1918. Este território é caracterizado por grandes contrastes geográficos, desde planaltos, ravinas, maciços e vales onde as altitudes variam entre os 1300 e os 3355 metros do pico do Monte Perdido, o ponto mais alto do Parque e o terceiro dos Pirinéus.

Para os amantes do montanhismo e trekking em geral, o Vale da Ordesa oferece um leque variado de actividades, designadas por “senderos“, trilhos pedestres que irão perdurar na memória dos viajantes como experiências de uma vida.

Um dos objectivos da minha viagem pelos Pirinéus foi precisamente mergulhar nesse sentimento e explorar o vale culminando na ascensão ao Monte Perdido. Vou explicar neste artigo como pode organizar uma visita ao Vale de Ordesa e desfrutar de uma experiência que será memorável.

Turismo Aragão Huesca Ordesa

O Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido está classificado pela Unesco como Património Mundial desde 1997

Quais os trilhos / senderos que existem no Vale de Ordesa?

Existem 5 trilhos oficiais no Vale de Ordesa, com extensões, percursos e níveis de dificuldade diferentes:

1 – Torla – Turieto Bajo – Pradera de Ordesa

Extensão: Cerca de 7 km; Tempo: aproximadamente 2 horas (ida); Desnível: 300 metros; Nível de dificuldade: Baixa 

2 -Pradera de Ordesa – Cascadas del Estrecho – Pradera de Ordesa

Extensão: Cerca de 4 km; Tempo: aproximadamente 1 hora (ida); Desnível: 100 metros; Nível de dificuldade: Baixa 

3 – Pradera – Circo de Soaso – Cola de Caballo (também conhecido por Trilho do Vale de Ordesa)

Extensão: Cerca de 10 km; Tempo: aproximadamente 3 horas (ida); Desnível: 550 metros; Nível de dificuldade: Baixa / Moderado

4 – Pradera de Ordesa – Senda de los Cazadores – Faja de Pelay – Circo de Soaso – Pradera

Extensão: Cerca de 10 km; Tempo: aproximadamente 7 horas (ida e volta); Desnível: 650 metros; Nível de dificuldade: Difícil

5 – Pradera – Cascada y Circo de Cotatuero

Extensão: Cerca de 3 km; Tempo: aproximadamente 1,5 hora (ida); Desnível: 350 metros; Nível de dificuldade: Baixa 

Unesco-Parque-Nacional-de-Ordesa-e-Monte-Perdido

Este é o trilho mais popular dos Pirinéus: Pradera – Circo de Soaso – Cola de Caballo

Optei pelo Sendero 3 Pradera – Circo de Soaso – Cola de Caballo, uma vez que o meu objectivo era subir ao Monte Perdido, acabei por fazer o trilho separado em dois dias, ou seja uma parte na ida e a outra no dia seguinte durante no regresso a Pradera.

 

Como fazer o Trilho do Vale de Ordesa (Pradera – Circo de Soaso – Cola de Caballo – Pradera)?

O mais popular dos percursos pedestres em toda a região dos Pirinéus inicia em Pradera de Ordesa. Entronca na mítica Grande Rota dos Pirinéus, conhecida por GR11, que atravessa toda a cordilheira montanhosa ao longo de mais de 800 km. Durante o percurso, o trilho vai nos mostrando os diferentes mosaicos que ocupam o solo, desde bosques de faias a áreas de pastagem e massas de pinheiro preto.

Não perca de vista as três cascatas que irão surgir durante os primeiros quilómetros de caminhada: Arripas, La Cueva e el Estrecho. Na parte central do vale, acompanhamos as águas cristalinas do Rio Arazas que nos oferece imagens dignas de cenários “hollywoodescos”. A série de sucessivas cascatas ao longo da descida do rio, conhecidas por Gradas de Soaso, são o exemplo perfeito dessas imagens.

O caminho e o vale terminam no enorme Circo de Soaso, encabeçado pelo maciço do Monte Perdido. Aqui, a paisagem muda completamente. Dos povoamentos florestais densos passamos para uma vasta área despida, composta por enormes paredes verticais provocadas pelas glaciações e erosão milenar. No fundo do vale encontramos a famosa cascata Cola de Caballo. A partir deste local, poderá subir pelas em direcção ao Refugio Goriz, onde os montanheiros costumam pernoitar antes da subida ao Monte Perdido. Quem não pretender fazer a ascensão ao cume recomenda-se voltar pelo mesmo caminho.

Trilhos Pedestres Pirenéus EspanhaInicio do trilho em Pradera de Ordesa

 

Visitar os Pireneus RoteiroInicio do trilho em Pradera de Ordesa

 

Tozal del Mallo Vale de Ordesa e Monte Perdido A poderosa “torre” Tozal del Mallo

 

Trilhos pedestres Ordesa PirineusA minha caminhada pelo Vale de Ordesa

 

Pradera - Circo de Soaso - Cola de Caballo Trilho no Vale de Ordesa

 

Fotos Trekking Ordesa PirinéusSinalética do trilho

 

Natureza Pirineus EspanhaTrilho

 

Vale da Ordesa Monte Perdido Turismo Miradouro

 

Vale de Ordesa Pirineus e Monte PerdidoAs famosas cascatas Gradas de Soaso

 

Vale da Ordesa Pireneus EspañaCascatas Gradas de Soaso

 

trekking Pirinéus Espanha PirenéusEm direcção ao Circo de Soaso

 

Fotos Ordesa Monte Perdido EspanhaFaja de Pelay vista do Circo de Soaso

 

Circo de Soaso Monte Perdido PirineusCirco de Soaso 

 

Cascata Cola de Caballo Ordesa PirineusA imponente Cascata Cola de Caballo

 

Inicio / Fim

La Pradera de Ordesa (Parque de Estacionamento).

Distância e duração

Aproximadamente 11 km (só ida) ou 22 (ida e volta) / entre 2h a 3h (só ida) ou 5h a 6h (ida e volta)

Dificuldade

Baixa a Moderada. O trilho está bem sinalizado.

Mapa do Trilho

Powered by Wikiloc

 

Como chegar a Pradera de Ordesa?

Em primeiro lugar deverá deslocar-se até Torla. Esta vila pitoresca está situada na comunidade autónoma de Aragão a cerca de 90 km de Huesca. Durante os meses de Verão e da Semana Santa saem desta povoação autocarros de serviço de transporte público do Parque em direcção à Pradera de Ordesa (horários regulares diários para todo dia / ida e volta). Nesta época é proibido o acesso ao Vale de Ordesa (Pradera) em transporte privado. Em Torla existe um parque de estacionamento junto ao Centro de Visitantes do Parque Nacional de Ordesa y Monte Perdido. Pode estacionar aqui o seu carro e apanhar o autocarro para Pradera.

Parque Pradera de Ordesa Pirineus

Parque de Estacionamento de Pradera de Ordesa. No fundo vê-se o autocarro estacionado para recolher passageiros em direcção a Torla

Posso fazer o trilho com crianças?

Sim, e acredite que será uma experiência fenomenal. Mas tenha em atenção a idade e a forma física das crianças. Para os mais pequenos (por exemplo idade inferior a 10 anos), não será aconselhável. Embora o trilho seja de exigência técnica reduzida, acaba por ter uma extensão considerável, ultrapassando os 20 km na soma dos dois sentidos. A partir das cascatas o declive vai aumentando e poderá exigir um esforço maior por parte dos miúdos.

Fotos Trilhos Pedestres Pirineus

Existem no percurso refúgios para prevenir alguma eventualidade

Qual a melhor altura para fazer o Trilho do Vale de Ordesa?

Qualquer altura, excepto no Inverno. De preferência escolha a Primavera ou inicio de Outono como eu fiz. Nos meses de Verão o Vale de Ordesa recebe enchentes de turistas e a confusão é maior.

Rio Arazas Ordesa PirineusPrimavera e Outono são as épocas ideais para visitar Ordesa

 

Que cuidados devo ter ao fazer o Trilho do Vale de Ordesa?

Normalmente, os trilhos estão bem sinalizados, mas aconselho a levar sempre o percurso inserido no gps ou numa aplicação (eu utilizo a wikiloc).

Outras recomendações importantes:

• Não saia do percurso marcado e sinalizado.
• Apesar da existência de fontes, leve sempre água consigo.
• Não faça o percurso sem luz solar
• Não faça o percurso em dias de neve e vento forte
• Guarde o máximo cuidado nos dias de nevoeiro.
• Utilize sempre botas de montanha, impermeável e um chapéu.
• Verifique a sua forma física.
• Não caminhar perto dos precipícios

Normas de visita o Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido

É importante que saiba que dentro do Parque Nacional é proibido:

  1. Fazer fogo.
  2. Campismo selvagem. Só é permitido o “vivac” a partir dos 2.100 metros de altitude no sector de Ordesa.
  3. Perturbar a tranquilidade da natureza.
  4. A caça e a pesca.
  5. Abandonar lixo.
  6. Levar cães soltos.
  7. A recolecção de animais, plantas, minerais ou rochas.
  8. Tráfego rodado em determinados horários e períodos anuais.
  9. Uso de bicicletas em trilhos e caminhos restringidos.
  10. Tomar banho nos rios
  11. A descida de barrancos.

 

Que posso visitar nos Pirinéus?

Veja aqui o roteiro da minha viagem pelos Pirinéus, com sugestões de locais a visitar, alojamento, restaurantes e outra informação útil. 

 

Mais informações em:

Antes de arrancar para a viagem, sugiro que consulte o site oficial do Parque Nacional

Site do Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido

Outros sites com muita informação util:

Visit Pirineus 

Travessia Pirenaica

Rutas Pirineus

 

ORGANIZAR A SUA VIAGEM

Onde dormir / alojamento no Vale de Ordesa 



Booking.com

Alugar carro 

Reserve aqui o seu automóvel 

Seguro de viagem

Faça aqui o seu seguro de viagem 

Precisa de ajuda para elaborar um roteiro? Entre em contacto comigo por email.

Facebook Comments