Melgaço:destinos, natureza, gastronomia e alojamento

Melgaço: destinos, natureza, gastronomia e alojamento

Melgaço: natureza em estado puro. Um paraíso abraçado pelo rio Minho e Serra da Peneda que exibe com orgulho o título do Destino de Natureza Mais Radical de Portugal. Sim, é verdade, pois é aqui que pode testar os limites e adrenalina em desportos radicais de rio e de montanha que vão desde o rafting ao canyoning passando pelo Trekking, BTT e parapente.

Mas não é só a adrenalina que nos leva a Melgaço, é o sabor intenso da sua gastronomia, a frescura dos seus vinhos, o património edificado milenar e tradições únicas como o nomadismo agro-pastoril que ainda subsiste em Castro Laboreiro.

Melgaço é também um destino para a família. Se viaja com os filhos como eu, é uma óptima oportunidade para promover e reforçar a ligação das crianças com o meio natural e, ao mesmo tempo, fomentar a sua aprendizagem através dos vários equipamentos educativos ao dispor.

Não podia terminar este artigo sem mencionar a hospitalidade das gentes de Melgaço. Visite esta terra, será muito bem recebido.

1 – Como Chegar?

O acesso a Melgaço pode ser efetuado através da EN 202 que liga Monção a Castro Laboreiro, da EN 301 que segue para a fronteira espanhola e pela EM 503 que vem da Gavieira e Soajo, concelho de Arcos de Valdevez. Também pode entrar por Espanha pela estrada OU-1212 vindo de Entrimo ou por Arbo através da estrada PO-405.

Melgaço EN 202
Entrada em Melgaço pela EN 202

2 – Qual a melhor altura para visitar?

Qualquer altura é boa para visitar o concelho de Melgaço, mas eu aconselho a Primavera e Outono. O Verão pode ser um pouco intenso, principalmente na montanha, devido ao calor. A confusão é também maior e em qualquer parte do Parque Nacional encontramos grandes grupos de turistas. O Inverno costuma ser muito rigoroso, não tanto pela neve, até porque dá para fotografias excelentes, mas a chuva e principalmente o nevoeiro são motivo de cautela extra para quem faça algum trilho pedestre nessas condições.

Meteorologia Melgaço
Não há duvida que um dia solarengo dá outra vida à vila de Melgaço
Meteorologia Melgaço
Paisagem muito verde no tempo primaveril
Miradouro Salto do Gato
Um dia de nevoeiro cerrado em Castro Laboreiro – Miradouro Salto do Gato

3 – Quanto tempo é necessário para visitar?

Um destino como Melgaço merece no mínimo 3 dias completos, para poder visitar calmamente os pontos de interesse mais importantes e poder fazer uma actividade na natureza, como por exemplo um percurso pedestre (ou parte). 

Antes da viagem, veja neste artigo como pode planear um roteiro dos locais a visitar, mas deixe algum espaço livre para improvisar e fazer algo que não está nos seus planos, até porque durante a visita vão surgindo locais que não aparecem nos roteiros onde poderá passar um tempo extra. Além disso, a rede viária desta região, especialmente na montanha, é bastante sinuosa, logo irá perder mais tempo nas deslocações, mas, ao mesmo tempo, aproveite para desfrutar das paisagens deslumbrantes.

Estradas Melgaço
Conduzir pelas estradas montanhosas de Melgaço é uma experiência memorável

4 – Onde dormir / Alojamento em Melgaço?

Existem aproximadamente 20 unidades de alojamento dentro do concelho de Melgaço, distribuídas por hotéis, casas de campo, turismo rural e villas. Para quem gosta de alojamento alternativo, estão disponiveis igualmente algumas unidades de turismo selvagem. De acordo com o tipo de alojamento, os preços podem variar entre os 30 e os 100 euros por noite. Naturalmente, o custo é mais elevado durante nas épocas altas, como os meses de Julho e Agosto e alguns feriados com pontes.

Da minha experiência posso recomendar o Hotel Rural Reguengo de Melgaço ou o Hotel Castrum Villae em Castro Laboreiro que é igualmente uma excelente opção, se quiser ficar no interior do Parque Nacional da Peneda Gerês.

Se pretender outro alojamento faça aqui a sua reserva.

5 – Como explorar Melgaço?

Dependendo da sua origem, pode explorar o Parque no sentido nascente-poente ou o inverso. Por exemplo, pode entrar pelo lado do Parque Nacional e começar em Castro Laboreiro em direcção à Vila de Melgaço. A partir daqui pode seguir sul em direcção a Gave e explorar a parte de Paderne e toda a área no limite com Arcos de Valdevez. Veja o mapa que fiz no ponto 8 por locais de interesse e cores que correspondem a cada um dos três dias.

6 – Que locais a visitar em Melgaço?

1 – Castro Laboreiro

Castro Laboreiro é uma das vilas situadas mais a norte de Portugal.  É um destinos mais visitados do concelho de Melgaço e do Parque Nacional da Peneda Gerês. A sua importância no contexto raiano é grande, assumindo papel preponderante na defesa e consolidação do reino, conforme prova a existência do castelo.

Apesar da sangria populacional das ultimas décadas, Castro Laboreiro tem apostado na promoção e divulgação do vasto património paisagístico, cultural e gastronómico, criando várias unidades de alojamento e empresas de animação turística que nos levam a explorar as belezas naturais da região.

Dos inúmeros pontos de interesse a visitar, podemos destacar o Castelo, classificado como Monumento Nacional, a Igreja Matriz, o Pelourinho, Casa Castreja, o Núcleo Museológico, a Ponte Velha e o conjunto de moinhos.

Veja aqui o artigo sobre Castro Laboreiro

Castro Laboreiro Parque Nacional da Peneda GerÊs
Pelourinho de Castro Laboreiro
Castro Laboreiro Turismo Fotos
Ponte Velha
Casa Castreja
Interior da Casa Castreja
Turismo Alto Minho
Interior da Casa Castreja
Núcleo Museológico de Castro Laboreiro
Núcleo Museológico de Castro Laboreiro

Melhores locais a visitar em Castro Laboreiro

  • Igreja Matriz
  • Castelo de Castro Laboreiro
  • Parque Nacional da Peneda Gerês
  • Trilho Interpretativo de Castro Laboreiro
  • Trilho do Castelo
  • Miradouro Salto do Gato
  • Casa Castreja
  • Nucleo Museológico
  • Pelourinho
  • Forno Comunitário
  • Ponte Velha
  • Ponte Nova
  • Edifício dos antigos Paços do Concelho
  • Conjunto de moinhos

2 – Ponte da Cava da Velha

Ponte de dois arcos em volta perfeita lançada sobre o Rio Laboreiro num local que marca a fronteira entre o espaço agrícola e o florestal. De origem romana, provavelmente do séc. I, ligava a via que da Portela do Homem se dirigia a Laboreiro. Também designada por Ponte Nova, foi alvo de alterações na idade média sobretudo no tabuleiro em cavalete. Está classificada como Monumento Nacional desde 1986.

Ponte Cava da Velha
Ponte Cava da Velha
Ponte Cava da Velha
Ponte Cava da Velha
Ponte Cavada Velha
Tabuleiro da Ponte Cava da Velha

Melhores locais a visitar na Ponte Cava da Velha

  • Ponte Cava da Velha
  • Rio Laboreiro
  • Trilho Castrejo
  • Parque Nacional da Peneda Gerês

3 – Aldeia de Pontes (Inverneira)

A aldeia de Pontes localiza-se na freguesia de Castro Laboreiro e é uma inverneira, ou seja, um núcleo habitacional temporário onde a população passava o outono e inverno. Nos dias de hoje ainda subsiste essa tradição, apenas com algumas famílias castrejas que praticam a migração transportando consigo o gado e alguns haveres.

Tal como outras inverneiras da região, apresenta um conjunto histórico bem conservado e a maioria das habitações foi restaurada para fins turísticos.

Inverneiras Melgaço
Aldeia de Pontes
Forno na Aldeia de Pontes
Forno na Aldeia de Pontes

Melhores locais a visitar na aldeia de Pontes

  • Aqueduto de Pontes
  • Forno antigo
  • Parque Nacional da Peneda Gerês

4 – Ponte, Moinho da Assureira e Capela de São Brás

Também conhecida por Ponte de São Brás, a Ponte da Assureira é uma estrutura medieval lançada sobre o Ribeiro do Barreiro. Apresenta apenas um arco e terá sido construída para substituir uma anterior da época romana. O tabuleiro é em forma de cavalete, característica muito típica das pontes da idade média. Está classificada como Imóvel de Interesse Publico desde 1992. Junto desta ponte, encontra-se um moinho de água, provavelmente edificado na época moderna e uns metros adiante está a Capela de São Brás.

Ponte da Assureira
Moinho da Assureira
Capela de São Brás
Capela de São Brás

Melhores locais a visitar na Ponte e Moinho da Assureira

  • Ponte da Assureira
  • Moinho
  • Ribeiro do Barreiro
  • Capela de São Brás
  • Parque Nacional da Peneda Gerês

5 – Porta do PNPG de Lamas de Mouro

A funcionar desde 2004, a Porta de Lamas de Mouro é uma das cinco do mesmo género vocacionadas para receber e informar os visitantes do Parque Nacional da Peneda-Gerês. No edifício da recepção existe uma sala onde é projetado o video “Descubra Melgaço – o destino de natureza mais Radical de Portugal” e se pode explorar a rede de trilhos pedestres através de um ecrã táctil.

Possui uma oficina temática destinada à realização de atividades lúdico-pedagógicas e projeções multimédia de cariz educativo. Alberga a exposição permanente dedicada ao tema “Ordenamento do Território”, onde se pode obter conhecimento das características históricas e geográficas de Melgaço. Esse leitura pode ser efectuada através de uma maqueta com a representação tridimensional do concelho. Para terminar, o visitante não deve perder a viagem pelo território em óculos 3D.

No exterior pode usufruir da área de lazer que disponibiliza parques de merendas e outros equipamentos de apoio.

Exposição temporária na Porta de Lamas de Mouro
Lamas de Mouro PNPG
Em direcção à oficina temática
Oficina temática Lamas de Mouro
Oficina temática

Melhores locais a visitar em Lamas de Mouro

  • Porta de Lamas de Mouro
  • Aldeia de Lamas de Mouro
  • Parque Nacional da Peneda Gerês
  • Trilho Interpretativo de Lamas de Mouro
  • Aldeia de Lamas de Mouro

6 – Aldeia da Branda da Aveleira

A Branda da Aveleira é uma aldeia situada na freguesia de Gave, na entrada do Parque Nacional da Peneda Gerês. Implantada nas encostas da Serra da Peneda a cerca de 1000 metros de altitude, esta branda era habitada durante o Verão já que os pastos nas terras mais baixas onde estavam as inverneiras eram escassos. O povoado mantém ainda grande parte das habitações, conhecidas por cardenhas, com a sua traça original. Uma boa parte delas foi alvo de restauro de adaptação para turismo. Na visita à Aveleira não perca o Santuário da Senhora da Guia e a Mamoa do Batateiro. A Branda da Aveleira está integrada na rede das Aldeias de Portugal.

Branda da Aveleira PNPG
Bonito lago à entrada da Branda da Aveleira
Branda da Aveleira
Posto de atendimento e Informação turística na Branda da Aveleira
Brandas Melgaço
Casas rústicas na Branda da Aveleira
Aveleira Peneda Gerês
Trilho da Aveleira

Melhores locais a visitar na Branda da Aveleira:

  • Posto de atendimento e Informação turística
  • Sanuário da Senhora da Guia
  • Mamoa do Batateiro
  • Trilho do Megalítico
  • Trilho do Brandeiro
  • Trilho da Aveleira
  • Trilho do Glaciar

7 – Igreja / Convento de Paderne

Não se sabe muito acerca das origens Igreja de Paderne, mas é sabido que foi sede de um convento feminino na primeira metade do séc. XII. Desse templo primitivo do século XII, resta apenas um fragmento de um friso e um capitel, ambos em calcário.

No primeiro quartel do séc. XIII, a ordem feminina foi substituída pela Ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho. Foi esta religiosa que concluiu em 1264 a igreja que existe actualmente.

Durante o século XVIII, a colocação do retábulo-mor, de painéis de azulejos e de um órgão, foram das poucas intervenções que se efetuaram no conjunto ao longo do tempo. Mais recentemente, foram realizadas obras de conservação sobretudo nas coberturas e pavimentos, mas sem alterar a estrutura original.

A igreja de Paderne está classificada como Monumento Nacional desde 1910.

Igreja de Paderne

Melhores locais a visitar em Paderne:

  • Igreja de Paderne
  • Castro da Cividade de Paderne
  • Parque Termal do Peso
  • Ponte de Lages
  • Capela de São Tiago
  • Capela da Senhora dos Remédios
  • Alto da Tenreira
  • Capela da Longarinha

8 – Vila de Melgaço

Melgaço é uma vila raiana situada no Norte de Portugal, distrito de Viana do Castelo. A sua origem está intimamente ligada à sua estratégica posição geográfica, numa colina sobranceira ao Rio Minho, controlando desta forma a passagem para a Galiza.

O Castelo, ex libris da vila, foi erguido por D. Afonso Henriques para proteção do burgo e reforço do reino na fronteira do Alto Minho. Mais tarde a mando de D. Sancho II, foi construída à volta da vila uma cerca defensiva. Pode ainda visitar o centro histórico, a Igreja Matriz, o Solar do Alvarinho, o Espaço Memória e Fronteira e o Museu do Cinema.

Castelo Melgaço
Castelo de Melgaço
Torre de Menagem Castelo
Torre de Menagem do Castelo
Núcleo Museológico do Castelo de Melgaço
Artefacto arqueológico no Núcleo Museológico do Castelo de Melgaço
Município de Melgaço
Câmara Municipal – Paços do concelho
Solar do Alvarinho
Solar do Alvarinho
Igreja Matriz de Melgaço
Igreja Matriz de Melgaço
Centro Histórico Melgaço
Centro histórico de Melgaço
Arqueologia Melgaço
Ruinas arqueológicas da Praça da Republica

Melhores locais a visitar em Melgaço:

  • Igreja Matriz
  • Castelo de Melgaço
  • Paços do Concelho
  • Solar do Alvarinho
  • Centro Histórico
  • Ruínas Arqueológicas
  • Igreja da Misericórdia
  • Museu do Cinema
  • Espaço Memória e Fronteira
  • Centro de Estágios
  • Capela da Longarinha

8 – Rota do Alvarinho

A visita a Melgaço não pode terminar sem uma passagem pela Rota do Alvarinho, uma das grandes bandeiras do marketing territorial deste município juntamente com o concelho de Monção.
Esta rota promove o vinho verde do alvarinho não só através das quintas e adegas que o produzem, mas também dos restaurantes, alojamentos e operadores turísticos. O vinho Alvarinho apresenta uma cor intensa, palha, com reflexos citrinos, aroma delicado, encorpado e persistente e possui uma elevada graduação alcoólica (entre 11º e 14º).

Saiba mais sobre a Rota do Alvarinho

Quinta do Reguengo de Melgaço
Quinta do Reguengo de Melgaço
Quinta do Reguengo
Jardins da Quinta do Reguengo
Rota do Alvarinho
Um dos vários alvarinhos que provei em Melgaço

Melhores locais a visitar na Rota do Alvarinho:

  • Quinta do Reguengo de Melgaço
  • Quinta do Soalheiro
  • Quintas de Melgaço
  • Solar do Alvarinho
  • Castaboa
  • Paço do Alvarinho
  • Quinta de Folga
  • Espaço Memória e Fronteira

7 – Quais os trilhos pedestres que posso fazer?

A rede de trilhos pedestres que existe em Melgaço é um dos grandes motivos de atracção de visitantes a resta região. Neste ponto, apresento os trilhos pedestres oficiais tendo eu próprio já realizado alguns:

1 – Travessia da Ribeira Minho

Grande Rota de âmbito Natural-Paisagístico com cerca de 96 km que atravessa os concelhos de Melgaço, Monção, Valença e Vila Nova de Cerveira. Grau de Dificuldade III – Algo Difícil

2 – Trilho Curro da Velha

Pequena Rota de âmbito Paisagístico-Cultural com cerca de 7 km que atravessa a freguesia de Castro Laboreiro. Grau de Dificuldade Moderado.

3 – Trilho do Megalitismo de Castro Laboreiro

Pequena Rota de âmbito Histórico-Cultural com cerca de 13 km que atravessa a freguesia de Castro Laboreiro. Grau de Dificuldade Fácil.

4 – Trilho do Castelo de Castro Laboreiro

Pequena Rota de âmbito Histórico-Cultural com cerca de 2 km que atravessa a freguesia de Castro Laboreiro. Grau de Dificuldade Fácil.

Visitar Alto Minho Portugal
Muralhas do Castelo de Castro Laboreiro
Visitar Melgaço Alto Minho
Castelo de Castro Laboreiro

5 – Trilho Castrejo

Pequena Rota de âmbito Paisagístico-Cultural com cerca de 17 km que atravessa a freguesia de Castro Laboreiro. Grau de Dificuldade Moderada.

Trilho Castrejo Castro Laboreiro
Trilho Castrejo
Trilhos pedestres Serra da Peneda
Trilho Castrejo

6 – Trilho Interpretativo de Castro Laboreiro

Pequena Rota de âmbito Paisagístico-Cultural com cerca de 3 km que atravessa a freguesia de Castro Laboreiro. Grau de Dificuldade Fácil.

Visitar Castro Laboreiro Serra da Peneda
Igreja Matriz de Castro Laboreiro

7 – Trilho Interpretativo de Lamas de Mouro

Pequena Rota de âmbito Paisagístico-Cultural com cerca de 5 km que atravessa a freguesia de Lamas de Mouro. Grau de Dificuldade Fácil.

8 – Percursos Marginais do Rio Minho

Pequena Rota de âmbito Paisagístico com cerca de 6 km que atravessa os lugares de Prado, Remoães e Paderne. Grau de Dificuldade Fácil.

Trilhos pedestres Melgaço
Parte do percurso
Placa sinalética do percurso junto ao Centro de Estágios

Nota Importante:

Antes de fazer um trilho pedestre, verifique se o mesmo não está inserido nas zonas de protecção do Parque Nacional da Peneda Gerês. Se for o caso e dependendo do numero de pessoas que fazem a actividade, é possível que tenha que solicitar ao ICNF, a entidade responsável pela gestão do Parque, uma autorização para a realização da mesma. Consulte o site do ICNF para mais informação.

Outras recomendações importantes:

• Não saia do trilho marcado e sinalizado.
• Evite fazer ruídos.
• Respeite a propriedade privada.
• Não abandone o lixo, leve-o até ao respectivo local de recolha.
• Não incomode os animais. Cuidado com o gado.
• Não recolha plantas, animais ou rochas. Deixe a natureza intacta.
• Faça fogo apenas nos locais destinados para o efeito.

8 – Outras atividades de natureza

As actividades de natureza não se esgotam nos percursos pedestres. Existem muitas outras actividades que justificam o estatuto de Melgaço como o Destino mais Radical de Portugal:

  • Canyoning
  • Rafting
  • Canoagem
  • Hidrospeed
  • Caminhada aquática
  • Mergulho
  • Passeios TT
  • BTT
  • Hipismo
  • Slide
  • Rapel
  • Salto pendular
  • Parapente
Promoção do filme Descubra Melgaço o Destino mais Radical de Portugal

8 – Como planear o roteiro por Melgaço?

É muito fácil planear o roteiro para visitar por Melgaço. Tendo em conta que dispomos de uma viatura e de 3 dias completos para visitar os principais pontos de interesse, vou mostrar de que forma podemos organizar um roteiro pelo concelho

dia 1 – Vila de Melgaço (Castelo, centro histórico, Espaço Memória e Fronteira, Museu do Cinema, Percurso pelo Rio Minho, Centro de Estágios)

dia 2 – Parque Nacional da Peneda Gerês (Zona de Castro Laboreiro e Lamas de Mouro)

dia 3 – Paderne, Rota do Alvarinho (Quinta do Reguengo, Quinta do Soalheiro entre outras)

Mapa de Melgaço

9 – Gastronomia, o que provar?

A região de Melgaço é muito famosa pela qualidade dos seus produtos locais, seja nas carne, peixe e vinho verde Alvarinho. Nas entradas comece pelo presunto, enchidos e o queijo de cabra. Nos prato principal o destaque vai para o afamado cabrito do monte assado no forno. Se preferir peixe, pode optar pelo arroz de lampreia à bordalesa frita com ovos ou assada na brasa. Adoce o fim da refeição com um bucho doce.

Produtos locais Melgaço
Produtos locais – enchidos e queijos

10 – Restaurantes em Melgaço?

A oferta de restaurantes nesta região é bastante diversificada, estando a sua maioria localizados na vila do Gerês. Da minha experiência, os preços das refeições andam mais ou menos equiparados, ou seja entre os 15 e os 25 euros por pessoa. Dos restaurantes que já visitei, deixo aqui algumas boas sugestões:

  • Vila de Melgaço:

Adega Sabino Largo Hermenegildo Solheiro, 4960-551 Melgaço, Melgaço. Tel.  (bacalhau à Sabino, naco de vitela ou cabrito assado) – preço por pessoa: 20-30 euros.

Restaurantes Melgaço
Bacalhau à Sabino – Adega Sabino

Chafarix, Praça Amadeu Abílio Lopes, 4960-518 Melgaço, Melgaço. Tel. 251 465 469 (costeletão de boi grelhado, naco grelhado ou cabrito assado) – preço por pessoa: 15-25 euros.

Chafarix Melgaço
Naco grelhado no Chafarix
  • Castro Laboreiro

  Miradouro do Castelo, Vila, 4960-061 Castro Laboreiro, Melgaço. Tel. 251 465 469 (bacalhau com broa, posta ou cabrito assado) – preço por pessoa: 15-25 euros.

  • Paderne

  Tasquinha da Portela, Portela, 4960-263 Paderne, Melgaço. Tel. 968 825 682 (posta ou cabrito assado) – preço por pessoa: 15-25 euros.

Tasquinha da Portela Paderne
Tasquinha da Portela
  • Lamas de Mouro

  Restaurante Vidoeiro, Porto Ribeiro, 4960-170 Lamas de Mouro, Melgaço. Tel. 251 465 566 (cabrito assado) – preço por pessoa: 15-25 euros.

Eventos em Melgaço

Melgaço oferece aos munícipes e visitantes de fora um leque variado de eventos durante todo o ano. Em 2019 tivemos:

  • À descoberta do Natal
  • Festa do Espumante
  • Cogumelos de Castro Laboreiro
  • Noites dos Medos
  • Festival Nature
  • Corrida de Obstáculos
  • Melgaço em Festa
  • Alvarinho Wine Fest
  • Alvarinho Trail
  • Pegada Zero
  • Festa do Alvarinho e do Fumeiro
  • Fim de Semana Gastronómico

Informação útil

Site oficial do Município de Melgaço: http://www.cm-melgaco.pt/

Loja Interativa de Turismo de Melgaço – Praça da República 133, 4960-567 Melgaço

Telefone: 251 402 440

Veja aqui o Video Descubra Melgaço

Site do Alto Minho

Comunidade Intermunicipal do Alto Minho

O que visitar nas redondezas de Melgaço?

Parque Nacional da Peneda Gerês

Trilho da GeiraTerras de Bouro / Espanha

Aldeia e Passadiços de Sistelo Arcos de Valdevez

Aldeia do SoajoArcos de Valdevez

Aldeia do Lindoso Ponte da Barca

Nota: O Espírito Viajante viajou a convite do Município de Melgaço, mas o artigo é escrito com a maior honestidade e isenção.

Precisa de ajuda para elaborar um roteiro por Melgaço? Entre em contacto comigo por email

Gostou deste artigo? Guarde no seu Pinterest

Facebook Comments

Deixar uma resposta