Cidade de Liège: o que visitar

Cidade de Liège: o que visitar

É a 3ª maior cidade da Bélgica depois de Bruxelas e Antuérpia. Local de nascimento do famoso imperador Carlos Magno, Liège é uma cidade histórica localizada junto ao rio Meuse, e um importante centro cultural da Valónia com uma intensa vida artística, além de um riquíssimo património arquitectónico.

Estive nesta cidade durante um dia completo vindo de Maastricht da vizinha Holanda, e deu para conhecer a grande parte dos pontos de interesse, já que dada a sua dimensão, isso é perfeitamente possível e sem grandes pressas.

Montagne de Bueren

Vista sobre Liège

Praça St Lambert

Liège

Rua em Liège

Liège

Aqui está uma lista dos locais que visitei, embora existam outros pontos de grande valor para serem explorados, talvez num futuro próximo!

Liège – o que visitar:

 

Catedral de Liège (St. Paul)

Face à destruição da antiga catedral de Liège (St Lambert) durante a Revolução Francesa, a nova Catedral de St. Paul, foi erguida depois de desvanecer o fervor revolucionário, nos inícios do séc. XIX.

Catedral de Liège

Catedral

Catedral de Liège

Catedral

Catedral de Liège

Catedral

Igreja de S. Bartolomeu

A igreja é famosa pela pia baptismal que escapou da destruição durante a revolução de 1789. O interior da igreja é de estilo  barroco francês.

Igreja de S. Bartolomeu

Igreja de S. Bartolomeu

Igreja de S. Bartolomeu

Igreja de S. Bartolomeu

 

Archeoforum

No Archeoforum existem vestígios arqueológicos da época romana e medieval que podem ser visitados através de um peculiar percurso subterrâneo. É um lugar que pretende valorizar a memória do passado e das raízes da cidade de Liège e merece ser visitado.

Archeoforum

Praça St Lambert

Praça no centro histórico, onde antigamente se localizava a antiga catedral de St Lambert (que foi destruída no séc. XVIII). A partir deste espaço publico temos acesso ao Archeoforum e ao Palácio dos Príncipes-Bispos.

Praça St Lambert

Montagne de Bueren

É um dos ex-libris da cidade, esta “montanha” de escadas, quase 400!!! Vale a bem a pena subir até ao topo , porque lá em cima as vistas sobre a cidade são fantásticas 😉

Montagne de Bueren
Montagne de Bueren
Gare de Guilhemins

Projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, a impressionante estação de caminhos de ferro de Liège-Guillemins é um dos maiores centros ferroviários na Europa e faz parte da rede ferroviária europeia de alta velocidade.

Gare de Guilhemins

Grand Curtius

O Grand Curtius é um museu com uma vasta colecção de artefactos arqueológicos, arte sacra, arte decorativa e armas de guerra. São mais de 5000 itens que reflectem 7000 anos de história!! A entrada custa 9 euros, mas é dinheiro bem empregue.

Grand Curtius

Grand Curtius

Grand Curtius

 Grand Curtius

 

Andar de barco no Rio Meuse

Sabiam que o Rio Meuse é o rio mais antigo do mundo?? Obviamente aproveitei a oportunidade para dar uma volta de barco até à Holanda 😉 Existem diversos cruzeiros a partir várias vezes ao dia.

Viagem de barco rio Meuse

Rio Meuse

 

Informações úteis

Como chegar

A cidade é servida pelo Aeroporto de Liège. A estação ferroviária de Liège-Guillemins tem ligações de alta velocidade a Paris, Bruxelas, Colónia, Frankfurt ou Amesterdão. Consulta aqui preço e horários dos bilhetes. Também é possível o acesso à cidade através de barco, vindo de Maastricht.

Língua

A língua oficial é o francês, mas o inglês é comum, além do alemão e holandês, por questões de proximidade.

Transporte na cidade

Circuito urbano: autocarros nº 1 e 4. Consulta aqui toda a informação.

Onde ficar em Liège

Existe uma oferta de alojamento razoável em Liège. Os preços mínimos para reservar um quarto twin/individual num hostel andam à volta de 40 euros.  Pesquisa aqui alojamento em Liège!



Booking.com

Recomendação

As condições de segurança são boas.

Mapa de Liège

Facebook Comments

Pedro Henriques

Blogger de Viagens

Comment on “Cidade de Liège: o que visitar”

Deixar uma resposta