Dicas para visitar Malta: roteiros, fotos e mapas

Dicas para visitar Malta: roteiros, fotos e mapas

Visitar Malta: o arquipélago de Malta, situado em pleno Mediterrâneo entre a Sicília e a Tunísia, possui uma área de apenas 316 km2, distribuída por 3 ilhas (Malta, Cominno e Gozo) mas tem mais de 400 mil habitantes. Apesar da sua dimensão reduzida teve sempre uma grande importância histórica e geográfica devido à sua localização privilegiada que aguçou o apetite de muitas civilizações que aí penetraram, desde os fenícios, cartagineses, romanos, muçulmanos até aos britânicos que a dominaram até 1964.

Valetta é a capital de Malta e o seu centro histórico tem a chancela da UNESCO e a antiga capital (Mdina), localizada no interior da ilha, é um verdadeiro museu ao ar livre. Quase toda a costa está pontuada de fortalezas e torres que foram construídas durante o período dos famosos Cavaleiros de Malta. A maçonaria portuguesa também está bem presente nesta ilha como é o exemplo do Forte de Manoel (Mestre Manuel de Vilhena). A nível de museus, destaco o Museu da Guerra e o Museu Marítimo com acervos muito interessantes. A rede de transportes é muito eficaz e os hotéis e restaurantes são bem acessíveis aos nossos bolsos.

Aconselho vivamente que visitem Malta!

quando ir

Os melhores meses para visitar Malta são entre Maio e Setembro. As temperaturas nestes meses variam entre mínimas de 23ºC (Maio) e máximas de 31ºC (Agosto) e a água das praias é muito agradável, daí existirem imensos programas para mergulho e snorkeling. No entanto, esta época mais concorrida pelos turistas e viajantes leva a uma subida dos preços tanto do alojamento como das actividades.

– vistos

Sendo um país integrante da União Europeia e do Espaço Schengen, para visitar Malta não é preciso passaporte nem visto e o cartão de cidadão é suficiente. Os cidadãos brasileiros precisam de apresentar passaporte válido mas não necessitam de visto de turismo para estadias inferiores a 90 dias.

– segurança

Malta é um país bastante seguro. Os níveis de criminalidade são muito baixos e mesmo à noite o ambiente é seguro. Não obstante, usar sempre o senso comum perante determinadas situações (olho nas bagagens, carteiristas, etc.)

– como chegar

A ilha é servida pelo Aeroporto Internacional de Malta. A partir do aeroporto existem várias ligações diárias por autocarro para o centro de La Valleta, a capital de Malta. A viagem demora cerca de uma hora e o preço ronda 1,5 euros. Também existe o serviço de transfers privados, o preço do anda à volta de 5 euros. O serviço de táxi também está disponível, mas é de longe o mais caro.

 

– alojamento

Na ilha de Malta, mais especificamente na sua capital Valleta, existe uma oferta razoável ao nível de alojamento, mas a maioria encontra-se na zona de Sliema e porque os preços são mais atrativos e a distância ao centro é relativamente pequena. Eu fiquei instalado no Sliema Chalet Hotel. Recomendo.

 

– dinheiro

A moeda oficial é o euro, em funcionamento desde 1 de Janeiro de 2008 substituindo a moeda antiga: a lira.

 

– saúde

O sistema de saúde pública em Malta está avaliado ao nível dos padrões europeus. Quem viajar para a ilha deve estar munido, no mínimo, pelo CESD (Cartão Europeu de Seguro de Doença) mas será mais aconselhável estar munido de um seguro de viagem/saúde.

– custo de vida em Malta

O custo de vida de produtos e serviços em Malta não é muito diferente dos preços praticados em Portugal, aqui ficam alguns exemplos:

  • Alojamento quarto duplo em Sliema (30 euros/noite)
  • bilhete de autocarro (1 viagem 1,5 euros)
  • almoço em restaurante (8 a 10 euros por pessoa)
  • capuccino (1,5 euros)
  • garrafa de água 1,5 litros (0,7 euros)
  • garrafa de cerveja (1,2 euros)
  • entrada no Museu Marítimo de Malta (5 euros)
  • entrada no Museu Nacional de História Natural (5 euros)

 

– locais a visitar em Malta

Valleta – a capital de Malta, tem o centro histórico classificado como Património Mundial da Humanidade e preserva grande parte dos edifícios históricos construídos durante o séc. XVI.

visitar Malta

Zona de esplanadas em Valleta – visitar Malta

Cottonera (Três Cidades) – Conjunto de 3 cidades adjacentes conhecidas por Cospicua (Bormla), Vittoriosa (Birgu) and Senglea (L’Isla)

visitar Malta

Marina de Il Birgu – visitar Malta

 

Mdina – A antiga capital de Malta, também conhecida como Citta Notabile” (Cidade Nobre) é uma cidade muralhada recheada de belos edifícios históricos e religiosos.

visitar Malta

Catedral de Mdina – visitar Malta

 

Rabat – Cidade localizada junto a Mdina que contém as famosas catacumbas de São Paulo.

 

Sliema – Área mais comercial e moderna, ideal para passeios ao longo da marginal e apreciar as praias rochosas.

visitar Malta

Marginal de Sliema – visitar Malta

 

Ilha de Cominno – Pequena ilha localizada entre Malta e Gozo conhecida pela Blue Lagoon (Lagoa Azul).

 

Ilha de Gozo – Ilha situada a Norte de Malta, destaca-se pela história dos seus monumentos, desde os megalíticos às numerosas  igrejas e fortalezas.

 

– transportes

Autocarro – A rede de transporte publico neste país funciona muito bem. A companhia Arriva é a entidade que assume a responsabilidade pelos transportes e tem percursos por toda a ilha. O sistema é de fácil leitura e os bilhetes são a preço acessível. É o transporte que recomendo para viajar em Malta. 

Táxi – É o meio de transporte mais caro da ilha.

Alugar carro – o aluguer do carro é a melhor opção para conhecer a ilha de maneira independente, mas o na minha opinião não se justifica, primeiro a nível económico e porque a rede de transportes públicos é muito boa, além disso, não se esqueça que tem de conduzir pela esquerda.

Comboio – Actualmente não existe transporte ferroviário na ilha, embora tivesse funcionado entre 1883 e 1931. Ainda existem alguns vestígios da linha de comboio.

– acesso à internet

O acesso à Internet em Malta é bom. Nos hotéis, restaurantes e cafés o WiFi é gratuito.

 

– clima

Malta é um pais com clima mediterrâneo com verões quentes e muito húmidos. Deve tomar precauções devido as elevadas temperaturas no Verão. Utilize protetor solar potente e evite longas exposições ao sol.

– língua

A língua oficial de Malta é o maltês, mas a maioria dos malteses fala o inglês.

 

– ORGANIZAR A SUA VIAGEM

ALOJAMENTO 

Alojamento em Malta


Booking.com

ALUGAR CARRO

Reserve aqui o seu automóvel 

SEGURO DE VIAGEM

Faça aqui o seu seguro de viagem

Precisa de ajuda para elaborar um roteiro? Entre em contacto comigo por email

 

– Mapa de Malta

Facebook Comments

Pedro Henriques

Blogger de Viagens

16 opinions on “Dicas para visitar Malta: roteiros, fotos e mapas”

  1. Mto bom . As dicas sao excelentes e como é um destino de minha eleição fiquei encantada. Parabéns pelo trabalho .
    Mto obrigado.

  2. Muito bom esse post. Estou pensando em ir para Malta esse ano e já tirei muitas dúvidas aqui nesse post. Já vi que escolhi um bom mês para a minha viagem (maio).

  3. Eu pensava que de alguma forma se chegava em Malta pelo mar … são cidades assim que me chamam atenção: um museu ao ar livre. ter a história preservada enobrece um povo.
    seu post está super prático.

    amei!

  4. Um lugar incrível! Parece ser realmente incrível! O post está super completo e com tudo que é necessário pra uma boa viagem a Malta! Parabéns. Abraços!

Deixar uma resposta