26 motivos para visitar Dresden

26 motivos para visitar Dresden

A minha visita a Dresden foi tudo menos planeada… tinha pensado passar alguns dias em Wroclaw na Polónia, e então saí do centro de Berlim em direcção ao aeroporto de Schonefeld para apanhar o autocarro que me levaria à cidade polaca. Uma pequena distracção… e perdi o autocarro…então decidi em cima do joelho, entrar no autocarro que estava a chegar, com direcção a Dresden, destino onde eu nunca tinha ido, nem fazia ideia de como era.

Localizada entre as margens do Rio Elba, Dresden é a capital da Saxónia e uma das cidades mais belas da Europa. Tal como Fénix, Dresden renasceu das suas próprias cinzas, após um terrível bombardeamento que a destruiu quase na totalidade no final da 2ª Guerra Mundial.

Durante o período da Guerra Fria, a cidade tornou-se capital regional da Alemanha de Leste e paralelamente à manutenção das suas tradições culturais foram alcançados grandes feitos no palco das artes.

Após a reunificação alemã, Dresden continuou a cimentar a sua posição como cidade cultural, conhecida como a “Florença do Elba” pontuada por vários exemplos de arquitectura barroca tornando-se actualmente numa das cidades mais atractivas da Alemanha.

Aqui ficam os meus 26 motivos para visitar Dresden.

1 – Doces de Dresden

Dresden Gastronomia
Doçaria de Dresden (Dresden Christenstollen)

2 – Ruínas arqueológicas da cidade velha

Vestígios arqueológicos da cidade velha que remontam ao período medieval.

Arqueologia Alemanha Oriental
Ruinas da cidade velha

 3 – Verkehrsmuseum (Museu do Transporte)

Museu que conta a história dos transportes na Saxónia em 5000m2, onde são exibidas locomotivas, automóveis e motociclos do inícios do séc. XX, entre outros.

Museu do Transporte
Museu do Transporte

4 – Neue Synagoge (Nova Sinagoga)

Construída para substituir a sinagoga antiga destruída na 2 Guerra Mundial, presta tributo aqueles que perderam a vida no confronto bélico.

Nova Sinagoga Dresden
Nova Sinagoga

5 -Rio Elba

O 2º maior rio da Alemanha.

Rio Elba Alemanha

6 – Finanz- ministerium

Edifício neo-barroco com elementos clássicos construído entre 1890 e 1896, serviu como Ministério das finanças saxónico.

Arquitetura Dresden
Antigo ministério das Finanças

7 – Gesamtministerium

Edifício monumental do inicio do séc. XX de estilo neo-barroco com elementos clássicos, funciona como Ministério da Justiça e do Interior da Saxónia.

Ministério da Justiça e do Interior da Saxónia
Ministério da Justiça e do Interior da Saxónia

8 – Residenzschloss (Palácio Real)

Palácio real serviu como sede de governo dos soberanos da Saxónia da familia Wettin. É o actual centro das coleções de arte do estado de Dresden

Palácio Real Saxónia
Palácio Real

9 – Schinkelwache

Monumento clássico que foi destruído na 2ª Guerra Mundial, funciona hoje em dia como restaurante e teatro.

visitar Dresden Museu

10 – FrauenKirche

Localizada no centro histórico de Dresden, a FrauenKirche é um símbolo da cidade. Foi destruída na 2ª Guerra Mundial e a sua reconstrução durou 13 anos até reabrir em 2005.

FrauenKirche Dresden
FrauenKirche

11 – Concertos de musica clássica

Dresden é uma cidade que promove imensos eventos musicais, e é com bastante facilidade que consegue assistir a um concerto de musica clássica gratuita dentro de algumas igrejas da cidade.

Musica Clássica Alemanha
Concerto no interior de uma igreja

12 – Fürstenzug

Conhecido como “Procissão dos Príncipes“, é o maior mural de porcelana do mundo com mais 100 metros de comprimento! A sua construção deve-se à comemoração dos 800 anos da dinastia Wettin em 1871.

Fürstenzug Dresden
Mural Procissão dos Príncipes

13 – Ständehaus

Edifício neo-renascentista com elementos neo-barrocos do inicio do séc. XX.

Ständehaus Dresden
Ständehaus

14 – Zwinger

Este magnífico complexo barroco é por si só um motivo para visitar Dresden. Foi mandado construir pelo “Rei Sol” da Saxónia “Augusto o Forte” no inicio do séc. XVIII. 

Zwinger Palace
Palácio Zwinger

15 – Sächsische Staatsoper (Semper Opera House)

A Casa da Ópera é um dos monumentos mais impressionantes da cidade, de estilo alto-renascentista. Neste palco estrearam peças de compositores como Richard Wagner e Carl Maria von Weber. 

Casa da Ópera
Casa da Ópera

16 – Neustädter Markthalle

Mercado de produtos locais. 

Neustädter Markthalle
Mercado

17 – Hofkirche

Catedral de Dresden erigida em estilo barroco entre 1739 e 1755 pelo arquitecto italiano Gaetano Chiaveri. 

Catedral de Dresden Saxónia

18 – Dreikönigskirche

Igreja construída entre 1732 e 1739. Em meados do séc. XIX foi adicionada a torre em estilo neo-barroco.

Dreikönigskirche
Dreikönigskirche

19 – Goldener Reiter (Estátua equestre de Augusto o Forte)

Estátua equestre de Augusto o Forte coberta com banho de ouro. Está localizada na Praça da Cidade Nova desde 1736. 

Estátua equestre de Augusto o Forte
Estátua equestre de Augusto o Forte

20 – Japanisches Palais (Palácio Japonês)

Edifício dos inícios do séc. XVIII. actualmente alberga 3 museus: Museu da Pré-História, Museu Etnológico e Museu de História Natural. Visitar Dresden

Palácio Japonês
Palácio Japonês

21 – Augustusbrücke

Ponte lançada sobre o Rio Elba, foi projectada pelo arquitecto alemão Wilhelm Kreis e construída entre 1907 e 1910. 

Ponte Augustusbrücke
Ponte Augustusbrücke

22 – Brühlsche Terrasse (Terraço Brühl)

Apelidado de “Varanda da Europa” este espaço proporciona uma bela combinação entre a arquitectura de edifícios históricos como o Albertinum e as magnificas vistas para o Rio Elba

Brühlsche Terrasse (Terraço Brühl)
Brühlsche Terrasse (Terraço Brühl)

23 – Neues Rathaus

Edifício publico do inicio do séc. XX onde se localiza a Câmara Municipal

visitar Dresden Rathaus

24 – Festung Dresden (Fortaleza de Dresden)

Situado debaixo do Terraço Brühl, este sistema defensivo militar subterrâneo é considerado como a parte mais antiga de Dresden (meados do séc. XVI). É uma aula de história ao vivo. 

Fortaleza Dresden

25 – Albertinum

Museu do final do séc, XIX alberga a Galerie Neue Meister e a Skulpturensammlung, colecções de pintura e escultura que vão desde o período romântico até à actualidade. 

Albertinum Dresden
Albertinum

26 – Dresden Striezelmarkt (Mercado de Natal)

Dresden é conhecida por ter o Mercado de Natal mais antigo da Alemanha já que as suas origens remontam ao ano de 1434. A pirâmide de Natal é a mais alta do mundo com 14 metros de altura.

Dresden Mercados de Natal
Mercado de Natal

 

Informações úteis

Onde comer

Em Dresden existe uma grande oferta de sítios para para comer, desde a cozinha de Dresden até a restaurantes internacionais (comida chinesa, tailandesa, italiana, canadiana entre outras). O preço das refeições anda na média dos 15 euros.

Tours e outros locais a visitar

Se tiver mais tempo disponível para a sua viagem a Dresden, poderá fazer outras actividades como tours e museus ou visitar outros pontos de interesse que eu não inclui na minha viagem, mas que ficarão certamente na lista num próximo regresso. Pesquise e faça a sua reserva:

Bilhetes para a Casa da Ópera e Tour incluido

Bus turístico pela cidade 

Visita à Frauenkirche

Tour à Fábrica Transparente da Volkswagen

Cruzeiro no Elba

Walking tour pelo centro histórico

Onde dormir / alojamento

Eu fiquei alojado no Beherbergungsschiff D.Pöppelman, uma espécie de BarcoHostel junto ao Rio Elba, 27 euros/noite sem pequeno almoço.

Procure mais alojamento em Dresden. Se usa o Booking reserve por aqui 

 

Booking.com

Alugar carro

Reserve aqui o seu automóvel 

Seguro de viagem

Faça aqui o seu seguro de viagem 

Precisa de ajuda para elaborar um roteiro? Entre em contacto comigo por email.

Facebook Comments

3 Replies to “26 motivos para visitar Dresden”

  1. Olá, boa tarde.
    Acabou por ser um belo imprevisto então 🙂 É muito bom deixarmo-nos levar….
    Não conheço Dresden mas já ficam algumas sugestões! Obrigada.

  2. O painel de porcelana é simplesmente maravilhoso, mas não é a única riqueza. Esse final de semana meus destinos da “lista de viagens” estão aumentando!!! Obrigada pela dica. Abraços, Luciana.

  3. Gente que cidade linda. Nem sabia da existência dela, ter tudo isso ainda mais tendo sido praticamente destruída na guerra é impressionante! Adorei o artigo!

Deixar uma resposta