12 boas razões para visitar Montalegre

12 boas razões para visitar Montalegre

Sempre senti uma grande afinidade pela região de Trás-os-Montes, especialmente pelo concelho de Montalegre. Não sei explicar o porquê, mas cada vez que vou visitar Montalegre, sinto que estou em casa. Coincidência ou não, descobri há relativamente pouco tempo que a minha bisavó era montalegrense!

Sentimentalismos à parte, hoje escrevo sobre Montalegre porque apesar de conhecida, é uma região pouco ou nada divulgada nos blogs de viagem e quero dessa forma, prestar o meu contributo a uma terra onde cultivei boas amizades e que tão bem me acolheu.

Decidi assim, não elaborar um roteiro, mas antes enumerar 12 razões (existem outras certamente) pelas quais, na minha opinião vale a pena visitar Montalegre. Boa viagem!

1. Aldeias

Tal como na generalidade das terras transmontanas, as aldeias em Montalegre caracterizam-se por pequenos povoados, onde predomina o material da região: o granito. A arte dos pedreiros ao longo os séculos permitiu criar conjuntos arquitectónicos esteticamente muito atraentes que, em alguns casos, vão conseguindo resistir à invasão das construções em betão.  Estas aldeias caracterizam-se pelo comunitarismo, muito enraizado nas Terras de Barroso, onde os habitantes demonstram grande espírito de entreajuda nas tarefas ligadas à agricultura e pecuária.

Aldeia da Ponteira – uma das imagens mais famosas de Montalegre 

 

2. Trilhos pedestres

Montalegre é um destino imperdível para os amantes da natureza e percursos pedestres. Actualmente dispõe de uma boa rede de trilhos espalhada pelo território municipal, os quais permitem o contacto directo com a natureza e o património cultural. Dos trilhos mais conhecidos destacam-se a Rota do Contrabando, o Trilho de D. Nuno, o Trilho do Rio e o Trilho do Ourigo. Saiba mais no site oficial do município.

Aldeia da Reboreda Trilho

Foto do Trilho de D. Nuno na aldeia da Reboreda, freguesia de Salto – visitar Montalegre

 

3. Parque Nacional da Peneda-Gerês

O Parque Nacional da Peneda Gerês, o único no país, é um dos maiores postais turísticos de Portugal e cerca de 26% da sua área total está inserida no concelho de Montalegre. Este território possui uma paisagem única, no lado mais selvagem e protegido, seduz pelo seu aspecto inóspito e inacessível, visível nas enormes fragas e filões de rocha nua, desfiladeiros e precipícios. Na parte mais humanizada podemos explorar as aldeias centenárias recheadas por um vasto e riquíssimo património cultural (igrejas, capelas, espigueiros).

Serra do Gerês Montalegre

Paisagem inóspita do Gerês – visitar Montalegre

 

4. Albufeiras

São várias as albufeiras que pode visitar em Montalegre: Pisões, Venda Nova, Sezelhe, e Paradela. Estes grandes espelhos de água marcam profundamente a paisagem barrosã e contribuíram enormemente para o impulso económico e demográfico do concelho nos anos 50 e 60. São locais excelentes para a prática de desportos náuticos e para o lazer.

Barragem do Alto Rabagão Montalegre - visitar Montalegre

Albufeira dos Pisões (Barragem do Alto Rabagão) – visitar Montalegre

 

5. Gastronomia

A gastronomia e os produtos locais constituem uma importante bandeira para Montalegre. Quando visitar esta terra, não se esqueça de provar as iguarias típicas da região como o cozido, a posta barrosã e o cabrito. Ajude a economia local comprando produtos tradicionais como o fumeiro, o pão centeio, as compotas e o mel.

 

6. Sexta Feira 13

Quem é que nunca ouviu falar da Sexta 13? Este é o maior evento que se realiza em Montalegre, atraindo milhares de pessoas provenientes de vários pontos do país. Também conhecida pela Noite das Bruxas vive-se nas ruas da vila um ambiente verdadeiramente frenético, cheio de luzes e cores com espectáculos piromusicais, animação de ruaconcertos, dj´s e as queimadas!

Sexta 13 Montalegre

Animação nas ruas na Sexta feira 13 – visitar Montalegre

 

7. Castelo de Montalegre

O Castelo é a grande marca do concelho de Montalegre. Implantado num pequeno outeiro, exibe orgulhosamente a sua torre de menagem, proporcionando um cenário verdadeiramente pitoresco para os viajantes que acabam de chegar à vila. Foi mandado construir pelo rei D. Afonso III no final do séc. XIII e constituiu um ponto estratégico na defesa da fronteira. Assumiu um papel interventivo na crise de 1383-85 e na Guerra da Restauração. Está classificado como Monumento Nacional.

Castelo de Montalegre - visitar Montalegre

Castelo de Montalegre

 

8. Ecomuseus

Montalegre foi dos primeiros municípios em Portugal a adoptar o conceito de Ecomuseu. O Ecomuseu é um museu dedicado ao território, um espaço de memória colectiva e um importante centro de divulgação das tradições de Barroso. Para além do edifício-sede junto do Castelo, existem outros pólos distribuídos por temas como a Corte do Boi em Pitões das Júnias, o Centro Interpretativo das Minas da Borralha em Salto ou a  Vezeira e a Serra em Fafião. Saiba mais no site oficial do Ecomuseu.

Antigas Minas de Volfrâmio da Borralha

Antigas Minas de Volfrâmio – Centro Interpretativo das Minas da Borralha

 

9. Larouco

A Serra do Larouco, cujo nome provém do deus celta Larauco é o ponto mais alto de Montalegre com altitudes superiores a 1500m. Será o melhor miradouro de Barroso, a partir deste local as vistas são fabulosas, Serra do Gerês, Serra do Barroso a Barragem dos Pisões e toda a veiga de Montalegre são os belos cenários diante dos nossos olhos. Segundo os arqueólogos e historiadores terá existido neste sitio um templo romano dedicado a Júpiter.

Serra do Larouco Montalegre

Topo da Serra do Larouco  – visitar Montalegre

10. Lendas

Montalegre é uma terra muito antiga que está envolta em vários mitos e lendas. De todas essas lendas, a mais famosa é sem duvida a da Ponte da Misarela também apelidada de Ponte de Diabo. Segundo reza a lenda a ponte terá sido construída pelo próprio Diabo, em troca da alma de um criminoso foragido que tentava atravessar o rio Rabagão. A esta ponte estão também associados inúmeros rituais ligados à fertilidade feminina.

Ponte da Misarela - visitar Montalegre

Ponte da Misarela – visitar Montalegre

 

11. Paisagem rural

A paisagem rural espelha a relação entre o homem e o território ao longo dos séculos. Irá ficar surpreendido com a beleza das manchas florestais e dos lameiros bem tratados que servem de pasto para a raça autóctone da região: o gado barrosão.

Gado barrosão Montalegre

Gado barrosão a pastar nos lameiros

 

12. Neve

Face à sua posição geográfica, caracterizada por altitudes elevadas, Montalegre é dos primeiros concelhos a receber a neve. Por essa razão, são muitas as pessoas que se deslocam até lá para ver de perto as primeiras nevadas do ano.

Montalegre Neve Larouco

Neve em Montalegre

ORGANIZAR A SUA VIAGEM

ALOJAMENTO EM MONTALEGRE



Booking.com

 

ALUGAR CARRO

Reserve aqui o seu automóvel

 

SEGURO DE VIAGEM

Faça aqui o seu seguro de viagem

 

Precisa de ajuda para elaborar um roteiro? Entre em contacto comigo por email.

 

Facebook Comments

Pedro Henriques

Blogger de Viagens

5 opinions on “12 boas razões para visitar Montalegre”

  1. Cada um com a sua opinião. Em termos de retauração comi mal. Agosto/018. Na região das chamadas carnes de Barroso, não deveria acontecer. Gostei do ecomuseu. A apresentaçõ do audiovisual considerei boa. Já agora, na afamada 6ª feira 13, aonde cabe tanta gente? Restauração? Estacionamento? Tenham sempre as 6ªs feiras 13. Felicidades.

  2. Impossível não se apaixonar por um lugar desses, transmite muita paz e aconchego. Definitivamente preciso conhecer Portugal e explorar esses povoados lindos.

  3. Perdi a última sexta-feira 13, precisamente este mês. Mas em Maio estive lá. Um frio de rachar… mas foi uma noite fantástica. Talvez com a ajuda da queimada!
    Tenho que explorar esses trilhos e albufeiras.
    Abraço

Deixar uma resposta