10 Dicas úteis para viajar na Ilha da Madeira

10 Dicas úteis para viajar na Ilha da Madeira

Viajar na Ilha da Madeira: É à mesma latitude de Marrocos, em pleno Oceano Atlântico, que se encontra um dos mais belos destinos de Portugal: a Ilha da Madeira!

Esta ilha, parte integrante do Arquipélago da Madeira, foi descoberta em 1419 pelos navegadores João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, período no qual se dava inicio a uma verdadeira epopeia da história de Portugal: os Descobrimentos. Mas não só o valor histórico que nos chama a esta ilha, é também a sua riqueza natural, parte dela classificada como Património Mundial da UNESCO, e os contrastes geográficos patentes no seu território: as zonas costeiras, o planalto e a montanha.

O clima ameno com uma amplitude térmica reduzida (temperaturas médias entre os 25°C no Verão e os 17°C no Inverno) faz com que seja um destino muito agradável de se visitar durante quase todo o ano.

Por fim, não podemos deixar de nos aventurar pela descoberta do mundo dos sabores da gastronomia madeirense.

Esta visita à ilha da Madeira foi especial porque foi a primeira viagem que fiz com o meu bebé, na altura tinha apenas 5 meses, e aconselho este destino para quem procura viajar com bebés ou filhos pequenos.

Se está a pensar em visitar a Madeira, escrevi este artigo para que possa servir como um guia para planear a sua viagem.

Aqui estão as 10 Dicas úteis para viajar na Ilha da Madeira:

 

1 – Qual a melhor altura para visitar?

Primavera e Outono serão as estações mais indicadas para visitar a Madeira. Durante o Verão as temperaturas são mais altas e os preços mais caros, além do fluxo de turistas que é superior ao normal. A minha viagem foi em Outubro e as temperaturas estavam muito agradáveis com as mínimas a rondar os 21 e as máximas os 25ºC.

Praia de Machico - viajar na Ilha da Madeira

Um belo dia de praia em Machico em meados de Outubro – viajar na Ilha da Madeira

2 – Quanto tempo é necessário para visitar?

Na minha opinião são precisos no mínimo 4 dias completos. Antes da viagem, faça um roteiro das locais a visitar, mas não seja inflexível, deixe algum espaço livre para improvisar e fazer algo que não está nos seus planos. Como a ilha é pequena, pode estabelecer um “quartel general” no Funchal e a partir daí explorar o território conforme lhe der mais jeito.

3 – Alugar carro, sim ou não?

Para conhecer os diversos pontos de interesse da ilha, deve alugar um carro. Os transportes públicos na Madeira têm boa cobertura, mas terá outra liberdade para desfrutar da viagem conduzindo um automóvel. Tenha atenção à franquia que lhe é aplicada (por vezes superior a 1500 euros) e a questão de lhe ser imputado as despesas em caso de acidente. No meu caso aluguei através da Rentalcars pelo operador Guerin e paguei 86 euros por 5 dias, mais 63 euros de seguro contra todos os riscos e 100 euros de franquia.

Algumas dicas importantes:

– faça a sua reserva com alguma antecedência para garantir preços mais baixos

– alugue o carro com deposito cheio

– faça um seguro contra todos os riscos e viaje descansado

– não vale a pena escolher um carro muito potente porque as estradas da ilha são sinuosas e com grande inclinação

– tenha à mão um cartão de crédito (Visa ou Mastercard) porque é necessário para efectuar a reserva e para bloquear o valor da franquia

– se vai viajar por toda a ilha, tenha atenção que o seu aluguer não tenha limite de quilómetros

– entregue o veiculo limpo (interior e exterior) ou será lhe cobrada uma taxa de limpeza

Faça aqui o aluguer do seu carro

alugar carro na Madeira - viajar na Ilha da Madeira

O carro alugado na Madeira: pequeno… mas eficaz 

 

4 – Onde dormir?

A ilha da Madeira apresenta uma excelente oferta de alojamento (cerca de 1000), nomeadamente hotéis, apartamentoscasas de férias. Mediante o tipo de alojamento, os preços podem variar entre os 20 e os 200 euros por noite. Os preços são mais caros nos fins de semana e épocas altas. Eu aluguei um Studio no Apartamentos Turisticos Avenue Park, no centro do Funchal, localizado na Avenida do Mar em frente ao Casino da Madeira. O quarto era limpo e acolhedor e o staff era muito simpático e prestável.

Procura alojamento?

Pesquise e reserve alojamento na Ilha da Madeira.

alojamento funchal - viajar na Ilha da Madeira

Quarto do Studio no Apartamentos Turisticos Avenue Park – viajar na Ilha da Madeira

 

5 – Como me deslocar?

Se vai alugar carro como eu aconselho, outra sugestão que faço é que comece a sua viagem pelos pontos de interesse mais distantes. Eu por exemplo, comecei por Porto Moniz e no dia seguinte passei para Santana. Faça a ilha por quadrantes, por exemplo, primeiro noroeste e depois sudoeste, de seguida nordeste e sudeste, conforme lhe der mais jeito. Atenção a outra questão importante: devido à grande amplitude de altitudes na ilha, é frequente que as partes mais elevadas estejam cobertas com nevoeiro denso e sejam objeto de precipitações. Portanto se desejar visitar o Pico do Areeiro ou o Pico Ruivo, pode saber ao vivo como está o tempo nesses locais, poupando desta forma uma viagem em vão, se for caso de chuva ou nevoeiro intenso. Consulte este site que tem webcams disponíveis por toda a ilha, fornecendo-lhe imagens do local nesse momento, podendo assim arriscar ou não a fazer a visita a esses locais.

Mapa da Ilha da Madeira

 

6 – Gastronomia, o que provar?

A ilha da Madeira é um local pródigo na criação de receitas gastronómicas. Sendo um território intrinsecamente ligado ao mar, os pratos de peixe são os que mais se destacam, sendo o filete de espada um dos mais conhecidos. A espetada de carne é outra das iguarias que tem de experimentar, havendo duas versões, em pau de loureiro ou em metal. Nas entradas, nada melhor que o famoso bolo do caco, um pão de trigo que é servido quentinho com molho de alho, manteiga e salsa. As lapas grelhadas são outro belo petisco para comer antes da refeição principal. Nos doces reina o bolo de mel, que pode comprar nos cafés, supermercados e lojas de recordações e o pudim de maracujá foi a sobremesa que mais me surpreendeu.

bolo do caco - viajar na Ilha da Madeira

Bolo do caco – viajar na Ilha da Madeira

7 – Bebidas a não perder

Quando se fala de bebidas e licores na Madeira a palavra que nos vem à cabeça é a poncha. Os ingredientes utilizados na produção desta bebida tradicional são a aguardente de cana de açúcar, sumo de limão ou laranja e mel a gosto. Para os apreciadores de cerveja, não se esqueçam se provar a Coral, produto da cervejaria madeirense. Quem gosta de sumos, a Brisa com sabor a maracujá é uma delicia. Com vários séculos de historia, o vinho da madeira é o manjar produzido nas encostas e adegas da Região Demarcada da ilha e que igualmente merece destaque.

cerveja coral - viajar na Ilha da Madeira

Cerveja Coral – viajar na Ilha da Madeira 

 

8 – Restaurantes, onde ir?

A oferta de restaurantes é bastante grande em todas as regiões da ilha, uns com preços mais acessíveis que outros. Daqueles que conheci, fica aqui a lista:

Funchal:

Espaço Funchal (comida tradicional madeirense) – preço por pessoa: 15 euros – Excelente

Lareira Portuguesa (comida tradicional madeirense) – preço por pessoa: 15 euros (sem sobremesa) – Bom

lapas grelhadas - viajar na Ilha da Madeira

Lapas grelhadas no restaurante Espaço Funchal – viajar na Ilha da Madeira

 

Câmara de Lobos

Bar do Mar (comida tradicional madeirense) – preço por pessoa: 15 euros (sem sobremesa) – Bom

 

Camacha

Casa de Abrigo do Poiso (comida tradicional madeirense) – preço por pessoa: 15 euros (sem sobremesa) – Bom

 

Porto Moniz

Restaurante Poça dos Arcos – (hambúrguer em bolo do caco) preço por pessoa 10 euros – Bom

Para um pequeno almoço diferente, sugiro uma visita à confeitaria Na Avenida, localizada na Avenida do Mar no Funchal, que faz um pão de Deus com massa de brioche de ficar com água na boca!

Pão de Deus - viajar na Ilha da Madeira

Pão de Deus com massa de brioche – viajar na Ilha da Madeira

 

9 – Que locais a visitar?

Cidade do Funchal – centro histórico

– Curral das Freiras (Eira do Serrado)

– Pico do Arieiro – miradouro e natureza

– Santana – Casas típicas da Madeira

– Ponta de S. Lourenço – paisagens e vista para a Ilha de Porto Santo

– Porto Moniz – piscinas naturais

– Machico – baía e praia

– Calheta – praia 

– S. Vicente – vila

– Floresta laurissilva (Património da Humanidade)

– Paúl da Serra – planalto 

– Cabo Girão – miradouro

– Pico Ruivo – ponto mais alto da Madeira

Veja aqui os locais a não perder na Madeira

 

10 – Como planear o roteiro pela Madeira?

Um viajante que queira visitar a Madeira precisa no mínimo de 4 dias completos para conhecer os principais pontos de interesse, tendo em conta que vai alugar um carro. Para vos ajudar, vou mostrar de que forma planeei o meu roteiro pela ilha:

dia 1 – visitar a cidade do Funchal

dia 2 –  Serra de Água, São Vicente (vila), Cascata Véu da Noiva, Porto Moniz , seguir pelo Paul da Serra e descer à Praia da Calheta.

dia 3 – Casas de Santana, Parque Natural do Ribeiro Frio, Pico do Areeiro, vila de Machico e Ponta de São Lourenço 

dia 4 – Curral das Freiras, Câmara de Lobos, Cabo Girão e Ribeira Brava 

 

Quanto vou gastar?

Fazendo a estimativa às despesas realizadas por casal, a viagem teve o seguinte custo:

Voos – Porto-Funchal-Porto (140 euros) – 2 adultos e 1 bebé (Easyjet)

Alojamento (4 noites, média 40 euros/noite) = 160 euros – 2 adultos e 1 bebé

Alimentação  (4 jantares e 4 almoços, média 15 euros/pessoa por refeição) = 240 euros

Aluguer de carro (145 euros)

Combustível (aprox. 1 depósito gasolina) = 45 euros

Outras despesas (100 euros)

Total do custo da viagem (valor aproximado) = 825 euros por casal / 410 por pessoa

 

Precisa de ajuda para elaborar um roteiro? Entre em contacto comigo por email

Facebook Comments

Pedro Henriques

Blogger de Viagens

16 opinions on “10 Dicas úteis para viajar na Ilha da Madeira”

  1. Fui a oito fins de ano consecutivos à Madeira… mas já lá não vou há 10 anos. Será hora de voltar. E as dicas são mais do que atuais 🙂

  2. Confesso que não conhecia, mas fiquei bastante interessado. O Pão de Caco deve ser be gostoso, e os passeios me parecem muito legais. Vai entrar para a lista aqui.

  3. Cada dia mais apaixonada pela Ilha da Madeira! Que lugar lindo! Uma excelente desculpa para voltar a Portugal, país que me conquistou. Terminar o texto com doce português me matou de vez!!! 🙂 O que é aquele pão de Deus?!

  4. Vc não sabw o quanto ajuda tidas estas dicas,! PERFEIRAS AS INFORMAÇÕES. VOU SEGUI_ LAS COM CERTEZA LOGO QUE CGEGUE LÁ

  5. Quero ir para a Ilha da Madeira!!!!! Sempre ouvi falar que a aterrissagem por lá era um pouco assustadora, será que ainda continua assim? Dá aquela sensação de que o avião vai cair no mar??? rsrsrs

  6. A Ilha da Madeira é mesmo muito linda. Me surpreendeu em cada detalhe, cada esquina, cada vista deslumbrante. Também não aconselho ficar menos de 4 dias, tem muita coisa maravilhosa para ver lá.

  7. Um sonho meu é visitar a Ilha da Madeira! Que lugar lindo. Pretendo voltar a Portugal ano que vem, e não deixarei a Madeira de fora! Adorei as dicas, vou ficar atenta, e amei o carrinho que você alugou!

  8. Soooonho de consumo de qualquer viajante que ama explorar ilhas né não?! Será que os custos ficam muito caros?! O que me diz? Gostei demais das cervejas, acredito que deve ser um lugar excelente pra explorar cervejas especiais também. Abração!

Deixar uma resposta